Obras no transporte público da Rússia custaram a copa no Brasil inteira. Entenda:

Grandes investimentos e gratuidade para os torcedores são as apostas da sede do mundial

A Copa do Mundo da Rússia finalmente chegou, e como todo grande evento de caráter mundial, milhares de dólares foram despendidos para a construção da infraestrutura. O mesmo ocorreu no Brasil para a Copa em 2014 e as Olímpiadas em 2016.

E o mundial da Rússia tem algo a mais: é a copa do mundo mais cara da história. Foram gastos 14 bilhões de dólares ou R$51,1 bilhões no mundial. O Brasil em 2014 gastou praticamente a metade, R$25,5 bilhões.

O transporte público no mundial

De todo essa quantia gasta, os russos optaram por focar na modernização do transporte público. R$22,7 bilhões foram destinados à área, contra R$12,7 bilhões a construção dos estádios.

Esse grande investimento em infraestrutura de transportes tem um motivo: assim como o Brasil, a Rússia é um país continental, e as sedes dos torneios se encontram muito distantes entre si. Além disso, os modais dentro dessas cidades precisavam passar por reformas para comportar o número grande e excepcional de turistas que o país receberá.

Cidades sede copa do mundo 2018

Mesmo que as partes mais distantes da Rússia não recebam os jogos, a distância média entre as cidades chega aos 400 km! Kaliningrado (localizada em um território sem ligação direta com o restante da Rússia) e Iecaterimburgo, as cidades mais afastadas entre si, chegam a ter mais de 3 mil quilômetros de distância. Tudo isso exige locomoção por aviões ou trens.

Gratuidade no transporte

Inspirando-se na experiência brasileira na área, a organização do mundial também oferecerá transporte gratuito para os torcedores durante o torneio. Para ter o benefício turistas devem obter uma Fan ID. O documento é solicitado mediante apresentação dos ingressos comprados.

O diretor de comunicações da Copa do Mundo, Andrey Chernenko, explicou e defendeu o modelo em coletiva de imprensa. “Para acessar o estádio, você precisa do ticket e do Fan-ID. Basta tocar em uma catraca com seu Fan-ID e você está identificado e terá acesso. É rápido e conveniente”.

Porém, somente linhas especiais para os jogos serão gratuitas, não toda a malha de transporte. Então, aqueles que queiram também visitar pontos turísticos que não passem por estádios devem destinar uma parte do orçamento às viagens.

O primeiro jogo da Copa do Mundo é dia 14 de junho. A partida é entre Rússia e Arábia Saudita, às 12h horário de brasília.

Para continuar acompanhando as atualizações do blog Agora é Simples, inscreva seu e-mail na newsletter:

Quer ficar por dentro de inovação que facilita a mobilidade na cidade grande? Inscreva-se em nossa newsletter!