A mobilidade sob o ângulo da mulher

O combate à desigualdade de gênero faz parte da Agenda 2030 para construção de sociedades mais justas e sustentáveis. Pensando em mobilidade urbana ainda encontramos um grande abismo entre a produção de conhecimento formal – eventos, palestras, academia – e a maioria das pessoas que utilizam os transportes nas cidades: mulheres, negras e de baixa renda. 

Para construir uma mobilidade urbana inclusiva e que atenda às necessidades desse grupo é necessário ouvi-las e empoderá-las na tomada de decisão, não apenas endereçar políticas públicas. Mulheres são as que mais utilizam transportes coletivos e também as que são mais assediadas, vulnerabilizadas e menos presentes nos espaços de poder. 

A Carta Compromisso sobre Equidade de Gênero na Mobilidade Urbana, iniciativa da sociedade civil que apoiamos, vem ao encontro do sentimento emergente de que precisamos debater o assunto sob um ótica feminina. 

Atendendo à demanda número 10 da carta, lançamos essa plataforma para que curadores, diretores e conteudistas de eventos voltados à mobilidade encontrem mulheres que podem falar sobre qualquer assunto

Larissa Belinazi

Posso contribuir com: produção de conteúdo e gestão de redes sociais.

Descrição: formada em Assistente Administrativa pelo SENAI, graduanda em engenharia, estagiária em comunicação na ONBOARD e produtora de conteúdo no portal Agora é Simples. Experiência com analytics.

Contato: LinkedIn ou e-mail.

Antonia Moreira

Posso contribuir com: produção de conteúdo, estratégias de marketing digital e edição de textos. 

Descrição: formada em Publicidade e Propaganda pela PUC, analista de marketing na ONBOARD, redatora e produtora cultural, com destaque para as áreas de mobilidade urbana e direito à cidade e ativismo e diversidade corporativa.

Contato: LinkedIn ou e-mail.

Maria Luiza M. Santos

Posso contribuir com: mobilidade urbana, empreendedorismo, inovação, yoga, vida de atleta.

Descrição: Administradora e mestre em gestão e política da sustentabilidade pela UnB. Também é instrutora de Yoga há 5 anos e foi atleta profissional de jiu jitsu. Auxilia a empreender, enquanto empreende nos próprios negócios.

Contato: LinkedIn.

Sarah Marinho

Posso contribuir com: Regulação e contratos envolvendo mobilidade urbana, gestão financeira, pagamentos e inovação.

Descrição: Formada em advocacia pela Universidade Federal do Ceará, mestrado na FGV Direito SP e pesquisadora na FGV. Trabalha em projetos relacionados a mobilidade urbana e possui experiência em estruturações societárias, fusões, aquisições e contratos com Poder Público.

Contato: LinkedIn.

Belisa Montoya Valdevino

Posso contribuir com: Marketing e Produtos, experiência em projetos e campanhas de vendas e desenvolvimento do Ticket Transporte.

Descrição: Formada em Relações Públicas, possui experiência a pelo menos 8 anos na área de Produtos de grandes empresas. Nos últimos 2 anos assumiu o desafio de gerenciar uma área com 3 pessoas, em um produto extremamente complexo.

Contato: LinkedIn.

Simony César

Posso contribuir com: Tecnologia e Gênero, mobilidade urbana, empreendedorismo social.

Descrição: eleita pela Forbes Brasil under 30 anos como destaque em inovação e tecnologia 2019. Fundadora e CEO da NINA, plataforma que acompanha e centraliza casos de assédio sexual na mobilidade urbana e influencia a criação de políticas públicas baseadas em dados.

Contato: LinkedIn.

Artigos em destaque

 

Cidades sob comando de mulheres são exemplos em governança urbana

Ainda em minoria no Brasil, países no exterior são destaque na representação feminina no poder público e em inovações ousadas para o futuro das cidades.

Coronavirus: Mulher de máscara no transporte público
 

Lei sobre combate ao assédio em transporte coletivo é aprovado em BH

Projeto de Lei sobre combate ao assédio sexual de mulheres no transporte coletivo é aprovado em Belo Horizonte, porém apresenta ressalvas.

 

Manifesto em favor da paridade de gênero no setor da mobilidade urbana

O país necessita não somente da criação de novas políticas públicas, mas também da promoção, empoderamento e representatividade da diversidade em eventos e lugares de fala.