Newsletter Agora é simples com ONBOARD #040

Podcast Agora é simples no ar!

Boa tarde! Semana passada adiantamos aqui na newsletter Agora é simples com ONBOARD o 2º episódio do nosso podcast. Ele está no ar agora! 

Em entrevista, Rodrigo Tortoriello, secretário extraordinário de mobilidade urbana de Porto Alegre, nos contou sobre o projeto para reduzir o preço da tarifa de transporte público. 

Estamos num momento “bomba relógio” em que medidas sérias precisam ser tomadas antes da quebra geral de sistemas de transporte pelo país. A pandemia só acelerou uma necessidade que já existia antes. 

Como negociar com o legislativo e executivo mudanças estruturais? Quais estratégias de mudança cultural são necessárias? Que tecnologias nos ajudam a alcançar o objetivo de um transporte público melhor e mais barato? 

Tentamos responder essas e outras questões em 50 minutos potentes de conversa entre Antonia Moreira, Larissa Belinazi e Rodrigo Tortoriello.  

Ouça na íntegra: o ousado plano de Porto Alegre para reduzir o preço da passagem de transporte público. 

5G promete avançamos radicais na mobilidade urbana. MaaS, IoT, Big Data e outra tecnologias terão uma conexão muito superior ao 4G para operar. Integrações e análises farão parte do dia dia urbano como nunca

Ainda estamos abaixo da média de janeiro no volume de passageiros do transporte público. Dados da plataforma Moovit mostram que as cidades brasileiras estão muito longe de recuperar toda a demanda pré-pandemia. Se medidas concretas não forem realizadas, talvez nunca voltemos aos níveis anteriores. 

Rapidinhas: os links que nos deram insight durante a semana

Chile e Colômbia inovam em licitação do transporte público. Em algumas cidades desses países a concessão foi fatiada: um contrato para quem fornecer os ônibus e outro para quem vai operá-los. A medida vai ao encontro da proposta do Banco Mundial, que visa dar maior competição, no modelo atual as mesmas concessionárias ganham licitação após licitação por já possuírem veículos e garagens nas cidades (ANTP).

A revisão dos planos diretores é outro caminho para melhorar a mobilidade urbana. A forma como as cidades foram projetadas por anos favoreceram os carros, aumentaram a área urbana e dificultaram o acesso dos mais pobres aos serviços e emprego. Planos diretores modernos levam em consideração modificar lógicas, rever a necessidade de recuos obrigatórios, estacionamentos, entre outras priorizações que favorecem os mais abastados (ANTP).

A nova Zona Azul privatizada já começa com críticas em SP.  Sob concessão da Estapar por 15 anos,  especialistas afirmam que a privatização enrijece as políticas de mobilidade urbana no período. Pelo mundo todo estacionamentos rotativos tem sido repensados, principalmente por causa da pandemia, para dar lugar à mobilidade ativa e lazer. Mais uma vez, sugerem, a cidade de São Paulo prioriza os carros (Mobilize).

Isso é obrigatório.
Isso é obrigatório.