Arquivo da tag: aplicativos

Apps de viagem deverão pagar taxa pelo uso das vias no Rio de Janeiro

Prefeitura destinará o valor à melhorias na mobilidade, e pede que não seja repassado aos clientes, no entanto, empresas afirmam o contrário

O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, do partido Democratas, editou um decreto que obriga empresas de aplicativos de viagem a destinar 1,5% sobre o faturamento das viagens realizadas à Prefeitura. Além disso, o novo texto compreende a criação do Comitê para Estudos e Regulamentação Viária de Aplicativos (Cerva) que regulamentará as taxas, preços e requisitos para credenciamento, além de multas em caso de descumprimento de regras.

A taxação proposta pelo prefeito diz respeito ao uso de vias públicas e entrará em vigência dentro de 30 dias. O pagamento da taxa deverá ser feito através do Documento de Arrecadação de Receitas Municipais (DARM) e o não pagamento implicará em penalidades que serão definidas pela Secretaria de Transportes do Rio.

“O valor será pago pelas empresas e não pelos motoristas. A arrecadação pelo serviço é devida para a cidade, necessária para manutenção das vias públicas e a segurança de todos, do prestador de serviço ao usuário. Atualmente, a cidade do Rio não recebe nada”

de acordo com o Secretário de Fazenda e Planejamento, Pedro Paulo, em nota divulgada pela prefeitura.

Anteriormente, a medida já havia sido proposta pelo ex-prefeito Crivella, em seguida, foi suspensa pelo Tribunal de Justiça. Todavia, o objetivo é destinar os recursos ao Fundo Municipal de Mobilidade Urbana Sustentável para manutenção de vias públicas e fiscalização das normas para o transporte por aplicativos ou plataformas.

Embora a Prefeitura espera que o percentual não seja descontado dos motoristas e nem repassado aos passageiros, a 99 afirma: “A inclusão de novas tarifas e restrições sobre a atividade encarece o serviço para a população, que busca um transporte seguro.”Em nota, a Uber também se manifestou em relação ao decreto e questionou a cobrança da taxa apontando que veículos de carga “ possuem um maior impacto no desgaste do pavimento”.

A medida, que é consenso entre especialistas, já foi proposta em outros municípios e é bem aplicada na Grande São Paulo, onde é cobrado uma taxa progressiva de acordo com a quilometragem percorrida por hora, chegando a R$0,36/km, chegando a arrecadar R$215 milhões em 2019. Além disso, no Distrito Federal, as empresas pagam 1% do valor arrecadado à Prefeitura e, em 2018, o montante foi de R$269 milhões

Assine a newsletter!

Novidades no mundo da mobilidade urbana e transportes toda semana no seu e-mail. É de graça e sem spam! 
Isso é obrigatório.
Isso é obrigatório.

App de mobilidade disponibiliza dados de deslocamento

Strava disponibilizou de forma gratuita informações de deslocamentos a pé e bicicletas com intuito de auxiliar gestão da mobilidade urbana nas cidades

O Strava Metro é uma plataforma de monitoramento de transporte urbano que reúne mais de 68 milhões de usuários no mundo e apresenta dados de forma anônima. Na última semana, o app disponibilizou dados de deslocamentos a pé e de bicicleta dos usuários do aplicativo.

A plataforma aponta quais ruas das cidades são mais usadas para pedalar e em quais rotas os ciclistas conseguem ir mais rápido. Também apresenta os trechos mais utilizados em cada dia e horário, e se os ciclistas estão usando a bike como meio de transporte ou só pedalando por lazer.

O compartilhamento de dados divulgado pela empresa é destinado principalmente à urbanistas, governos municipais e ativistas. O foco é que, a partir dos dados, as entidades possam entender padrões de mobilidade, identificar oportunidades de investimento e avaliar o impacto de mudanças na infraestrutura de transporte nas cidades.

De acordo com a empresa, é necessário submeter uma solicitação com plano de mobilidade urbana para ter acesso às informações. Em seguida, os dados são disponibilizados gratuitamente.

“O que se nota ao redor do mundo é que os investimentos em infraestrutura não conseguem acompanhar as mudanças de comportamento das pessoas. […] congestionamentos no trânsito são cada vez mais frequentes. Em paralelo, há um aumento de pessoas se deslocando de bicicleta ou a pé, pelas mais diferentes razões.”

– Rosana Fortes, Country Manager do Strava no Brasil.

Em 2018, o app já registrava aumento de 42% nos deslocamentos inseridos na plataforma. E, em relação a 2020, a cidade de São Paulo registrou alta de mais de 31% no total de atividades de bicicleta no mês de agosto, em relação ao ano anterior. Enquanto no Rio de Janeiro a alta foi de 91% no mesmo período.

A disponibilização de informações como essas podem auxiliar gestores na criação de políticas e estratégias de mobilidade refinadas e avaliar se estão obtendo resultados positivos. A necessidade de planejamento com base em dados é primordial para construção de cidades mais seguras, integradas e sustentáveis.

Testamos: Nossos 3 aplicativos de horário do ônibus preferidos!

Saber os horários dos ônibus e seus trajetos são uma vantagem na hora de chegar mais rápido ao destino, confira nossos favoritos!

Os ônibus são o meio de transporte em que os imprevistos mais acontecem devido às suas características, como grande abrangência em território e navegação no trânsito urbano. Pra quem mora em grandes centros, como São Paulo, existem diversas opções de aplicativos em que informam o itinerário e os horários das linhas, com o objetivo de prevenir os usuários e nos fazer gastar menos tempo esperando.

Com tantas opções, antes de baixar um app fica a dúvida: qual é o melhor aplicativo de horário de ônibus?

Para desvendar esse mistério experimentamos os principais serviços em algumas viagens pela capital paulista, escolhendo os 3 mais eficientes com base nos critérios: usabilidade e arquitetura de informações, design e qualidade do conteúdo.

CittyMapper

Ainda pouco conhecido, o Cittymapper nos surpreende por ser bastante completo em funcionalidades e possuir uma ótima interface. Ao programar uma viagem o app nos dá, além das opções do transporte público, estimativas de preços no Uber e rotas de bicicleta, priorizando caminhos com ciclovia.

Caso não possua uma bike, o aplicativo informa onde você pode alugar uma, e o que precisa fazer até chegar ao ponto de aluguel mais próximo, sempre informando o tempo estimado de locomoção e, no caso das bicicletas, quantas calorias serão gastas no percurso. E não precisa se preocupar em chegar no lugar e não ter bicicletas, o Cittymapper informa também quantas estão disponíveis para locação.

Outro ponto bacana é que cada modal – ônibus, trem, metrô – é mapeado, e você pode conferir as linhas e pontos distintamente, facilitando a compreensão de todo o sistema. 

Play Store / App Store   

Moovit

O Moovit já é bastante conhecido da galera, e não é por menos: super intuitivo, o aplicativo de origem israelense é bastante didático e funciona bem para moradores locais e turistas.

O Moovit em sua tela inicial usa dos dados sobre sua localização para mostrar uma simples barra com “Para onde você quer ir?”, dispensando o ato de localizar o lugar e os pontos próximos – algo complicado para turistas.   

Diferentes rotas são mostradas após informar o destino, com a mais rápida em primeiro lugar. Outra opção bacana é iniciar uma viagem no Moovit, que acompanha seu deslocamento e, se optar por ativar, avisa quando você deve descer do ônibus.

Play Store / App Store /  Windows Phone

Trafi

O Trafi funciona de maneira muito similar aos apps citados acima, sem muita novidade. O seu grande diferencial é funcionar offline.

Não é necessária internet nem mesmo para pesquisar os trajetos (outros apps salvam trajetos offline, mas necessitam estar online para fazer a busca). Essa função é uma grande aliada da maioria da população ao não descontar dados móveis.

Bonito visualmente, o app não deixa a desejar aos outros. Seu único problema é que informa algumas poucas rotas se comparado aos primeiros, e não possui integração com Uber e aplicativos de táxi.

Play Store / App Store

Todos os citados possuem versões para desktop, que você pode acessar do seu computador sem precisar de novos downloads.

Apesar de buscarmos principalmente os melhores aplicativos de horários dos ônibus, fica impossível observar apenas esse ponto, já que todos agregam tantas funções que facilitam nossa vida. Por isso observamos cada detalhe que faz a diferença na hora de sair por aí.

Se está buscando mais informações sobre suas rotas pela cidade teste nossas dicas e descubra quais aplicativos são os melhores para você! Se quer mais tecnologia na sua vida recarregue o Bilhete Único pelo celular, reunimos opções nesse post

Conheça os aplicativos de mobilidade que estão revolucionando o transporte

Estes apps usam a tecnologia para repensar a forma como nos locomovemos pela cidade grande!

Incentivo ao uso de bicicletas, segurança, praticidade de recarga. São diversos os campos de atuação de novos aplicativos de mobilidade que pretendem melhorar e inovar nossa locomoção pela cidade.

Mesmo ocupando lacunas deixadas pelo poder público, muitas vezes essas iniciativas não ganham o merecido destaque. Sendo assim, listamos abaixo as melhores soluções desenvolvidas em São Paulo, confira:

Bikxi

Um bom exemplo para começar é a Bikxi, a “Uber” das bicicletas. O modelo de negócio da empresa consiste no compartilhamento de bikes elétricas, guiadas por motoristas que se cadastram na plataforma.

Pelo app você chama a bike, e vai por meio das ciclovias até o seu destino. Você pode tanto optar por pedalar com o motorista, como ficar de boa e aproveitar a viagem.

BoraBike

Outro aplicativo de mobilidade na área de bicicletas é o BoraBike. Nascida numa agência de comunicação, a plataforma é disponibilizada para empresas que querem fomentar o uso de bikes entre os funcionários. Por meio dela, a empresa premia aqueles que atingem determinados desafios em número de km rodados.

Todo o percurso é rastreado via GPS em um app, tornando assim o hábito de pedalar em um jogo estimulante aos funcionários.

Os prêmios são decididos pela empresa, que ao mesmo tempo ganha ao estimular a cultura de sustentabilidade e a prática de exercícios físicos entre seus colaboradores.

Lady Driver

Após diversos casos de assédio e estupro por parte de taxistas e motoristas de aplicativos como Uber, surgiu em São Paulo o Lady Driver. O app de mobilidade é exclusivo para mulheres.

Tanto motoristas quanto passageiras desfrutam de um ambiente mais seguro, dedicado à elas. A ideia surgiu da empreendedora Gabriela Côrrea, após ter sofrido assédio dentro de um táxi. O app está disponível em Android e iOS.

Coletivo Corporativo

Preocupados com os assaltos a seus funcionários nos pontos de ônibus em frente a empresa, a produtora de artigos de saúde e higiene Reckitt Benckiser, decidiu fazer algo. Contratou a startup Scipopulis para desenvolver uma nova solução.

Trata-se do Coletivo Corporativo, aplicativo de mobilidade instalado em uma área reservada dentro da empresa, chamada de “pré-ponto”. Lá, os funcionários podem descansar e acompanhar em tempo real a chegada do seu ônibus, saindo do local apenas quando o transporte estiver perto.

Diferente dos aplicativos tradicionais de horário do transporte público, o Coletivo é disponibilizado numa TV. Dessa forma, a rede de dados dos funcionários é economizada e eles podem ficar protegidos de intempéries e assaltos.

A solução, por enquanto, foi adotada apenas pela Reckitt Benckiser, mas está em testes em outros lugares.

Bipay

Desenvolvido pela ONBOARD, o assistente virtual Bipay recarrega, por meio do chat do Facebook, o Bilhete Único. Assim, o usuário evita filas nas bilheterias e a instalação de novos aplicativos.

Primeiro no mundo a fazer recargas de transporte pelo Messenger da Página, o Bipay tem um atendimento super divertido e rápido. Basta mandar um oi no chat e começar a conversa.

Além disso, é possível ainda tirar dúvidas sobre o Bilhete Único.

Gostou dessas ideias? Use os apps que fazem sentido para você e compartilhe com seus amigos pra que mais gente conheça novas formas de locomoção!

Se quiser saber mais sobre tecnologia que transforma a vida, acompanhe nosso blog!

Recarga do Bilhete Único pelo celular em SP: tudo sobre aplicativos e sites de recarga!

A recarga online do Bilhete Único em São Paulo pelo celular ou computador têm diversos canais de compra. Aprenda cada uma delas: 

A necessidade de pegar filas é cada vez menor hoje em dia, tendo em vista a quantidade de novas tecnologias que facilitam nossas vidas. E no transporte público não poderia ser diferente. A recarga do Bilhete Único online é um bom exemplo.

Para fugir de filas nos terminais de recarga de toda a cidade, paulistanos recorrem a recarga do Bilhete Único online, seja no computador ou no smartphone. Quer levar simplicidade para sua vida também? Confira o guia.

Neste post você verá:

Bipay, primeira recarga nas redes sociais

Para recarregar o Bilhete Único pelo celular sem precisar baixar um novo aplicativo ou usando o computador entre em contato com o assistente virtual Bipay no Facebook.

O passo a passo para a recarga online do Bilhete Único pelo Facebook é:

  1. Mande ‘oi’ na página Bipay no Facebook;
  2. Escolha ‘Recarga Bilhete Único’ nas opções apresentadas;
  3. Faça seu login usando sua conta do Facebook;
  4. Escolha valor da compra e insira os dados de pagamento.
  5. Após a recarga, valide os créditos presencialmente.

Bipay é a mais nova forma de recarga do Bilhete Único no celular, totalmente confiável e prática. Você pode usar tanto o Facebook no computador, quanto o Messenger no celular (não compatível com a versão Lite!).

Veja em detalhes como usar Bipay para comprar créditos de transporte:

O robô pedirá que você faça login com sua conta do Facebook. Não se preocupe, pois Bipay segue os protocolos de segurança do Facebook e da SPTrans para a venda de créditos e seus dados sensíveis, como números de documentos e cartões não ficam armazenados na conversa.

Você deverá logar e inserir o número do Bilhete Único e do cartão de crédito. Após isso, valide a compra em um terminal de autoatendimento.

Pelo chatbot Bipay você compra créditos comuns, mas também o Bilhete Único Mensal e o Diário, além do Estudante. 

Se tiver o Messenger instalado no celular, é possível recarregar seu Bilhete Único de qualquer lugar. Os créditos caem na hora!

Leia mais para ver o passo a passo da recarga pelo Facebook e as vantagens desse modelo!

Serviço: Bipay Recarga de Bilhete Único por rede social

Formas de pagamento: cartão de crédito e Ticket Car

Taxa: Gratuito.

Aplicativos de recarga

É possível baixar um aplicativo de recarga do Bilhete Único em seu celular! Em São Paulo o mais leve e bem avaliado na Google Play Store é o aplicativo ONBOARD, sem taxa nenhuma no cartão de crédito!

Baixe clicando aqui.

Para fazer a recarga do Bilhete Único por aplicativo:

  1. Baixe o app e faça seu cadastro;

  2. Escolha ‘Créditos de transporte’;

  3. Cadastre seu Bilhete Único indicando o número impresso no cartão;

  4. Determine o valor da recarga e insira os dados de pagamento;

  5. Após a compra, valide seus créditos em um terminal físico.

Além de cartão de crédito o app aceita como forma de pagamento o Ticket Car também.

Veja no vídeo abaixo o passo a passo da recarga do Bilhete Único no celular com o aplicativo OnBoard.

No site da SPTrans você confere a lista completa de apps que fazem a recarga do Bilhete Único em São Paulo, incluindo aqueles que cobram taxa, portanto, fique atento (a). 

Como colocar crédito no Bilhete Único pelo cartão de crédito?

Use o aplicativo OnBoard ou o chatbot Bipay para recarregar o Bilhete Único com o cartão de crédito. Das opções que nós demos aqui todas são livres de taxa no crédito.

Ficou na dúvida entre usar o chatbot no Facebook ou baixar um aplicativo? Entenda melhor as diferenças entre essas formas de recarga do Bilhete Único online abaixo.

Aplicativos de Recarga do Bilhete Único e chatbot: semelhanças e diferenças

Tantos os aplicativos de recarga quanto o chatbot são parecidos em suas funções básicas. Porém, eles carregam características distintivas que devemos nos atentar. Vejamos:

O assistente virtual Bipay funciona por meio do Facebook. Em celulares pode ser acessado pelo aplicativo Messenger – app de mensagens conectado à rede social, ou pelo desktop na página oficial do chatbot.

Toda a transação ocorre ali mesmo no chat. Dessa forma, permite rapidez sem precisar baixar um novo aplicativo, caso já utilize o Messenger ou Facebook.

Além disso, se estiver usando sua rede móvel (3G ou 4G) pode aproveitar que algumas operadoras não descontam da franquia de dados o uso de plataformas sociais. O Messenger pode estar incluído nessas promoções (consulte operadora).

Os aplicativos, por sua vez, precisam ser instalados e configurados. Funcionam como uma boa opção para quem não usa o Messenger, entretanto, precisa recarregar o Bilhete Único pela internet com rapidez e praticidade.

Para outros fins, existem apps que oferecem serviços como rotas de ônibus, recarga de celular, etc. Portanto, estes podem ser úteis para quem curte explorar novos aplicativos e precisa de mais serviços no celular.

Por fim, você pode comprar créditos usando boleto bancário no site da SPTrans, caso não possua cartão de crédito:

Recarga pelo computador: site da SPTrans

A SPTrans é a empresa pública da Prefeitura de São Paulo que regula o transporte na cidade. Eles possuem um site onde é possível fazer a recarga do Bilhete Único com pagamento por boleto no computador, nos casos em que aplicativo ou redes social não for interessante.

Para comprar, faça um cadastro e emita o boleto bancário. O valor do boleto cai no dia seguinte ao pagamento, dessa forma, é uma boa opção se não for urgente.

Validação dos créditos após a recarga

Todas as formas de recarga online necessitam que você valide seus créditos em um terminal físico antes do uso, lembre-se disso!

Isso acontece porque as catracas funcionam de maneira off-line, e para que consigam ler a recarga nos cartões precisamos passar o Bilhete Único em um validador.

Validar é passar o cartão em uma máquina específica para que os créditos comprados online tenham validade. O processo é rápido e simples, basta ir até algum terminal de ônibus, estação de metrô e trem, estabelecimento credenciado ou até validar a recarga no ônibus.

Lembre-se: Ao fazer mais de uma recarga em horários ou dias diferentes, é necessário passar pelo validador duas vezes. Caso não houver recargas disponíveis para utilização, a máquina informará ao passar o cartão no validador.

Vale a pena o Bilhete Único Mensal?

Se você ouviu falar do Bilhete Mensal ou Diário deve ter se perguntado se vale a pena.

Esses modelos funcionam com uma única compra por determinado período de tempo, o mês ou o dia. São bons para quem usa com bastante regularidade o transporte público, pois podem gerar economia.

Para ver se é o seu caso, consulte nossa calculadora do Bilhete Único Mensal.

Faça um Bilhete Único

Ainda não tem um Bilhete Único? Se você é novo em São Paulo, se vai chegar logo menos, ou ainda não usa o Bilhete Único e está procurando mais informações, esse blog é o lugar certo.

Usando o Bilhete Único você anda mais, e gasta menos. As viagens pelo cartão duram até 3 horas e permitem que usemos trens, metrô e ônibus de forma integrada em um único pagamento.

Realize um cadastro online para emissão do Bilhete Único, envie uma foto 3×4 e retire seu bilhete em um dos postos físicos.

Descubra como fazer seu Bilhete Único Personalizado e entenda a integração e tarifas em São Paulo.

Bilhete Único Anônimo

Por fim, se você usa o bilhete anônimo, aquele sem foto e que não está atrelado ao seu CPF, prepare-se para o cancelamento do cartão em breve. Faça um novo cartão caso queira garantir todos os benefícios do Bilhete Único!

Isso acontece, pois a Prefeitura decidiu cancelar cartões antigos com falhas de segurança por novos modelos.

Locais físicos de recarga

Em São Paulo dá pra recarregar o Bilhete Único em terminais de ônibus, metrô e trem, lojas credenciadas, como padarias e bancas, além dos postos físicos da SPTrans localizados em diversas partes de São Paulo.

Dessa forma, porém, cidadãos estão passíveis de enfrentar filas e atrasar a chegada em seus destinos.

Lembrando que os limites de recarga do Bilhete Único são:

 Por diaAcumulado*
Crédito do tipo comumR$350,00 no bilhete personalizado

 

R$43 no bilhete anônimo

R$350,00 no bilhete personalizado

 

R$43 no bilhete anônimo

Crédito Vale-TransporteR$350,00R$9.999,00
Crédito EstudanteValor da cota/mês**R$500,00

*Máximo de créditos que um mesmo cartão pode conter simultaneamente.

** Varia de estudante para estudante.

Se ainda tiver dúvidas, acesse a página da SPTrans no Facebook aqui ou clicando abaixo. 

Falar com SPTrans
Cresta Social Messenger